Ronco e Síndrome da Apneia do Sono

Ronco e Síndrome da Apneia do Sono

O ronco é o som produzido pela vibração dos tecidos moles das vias aéreas, geralmente durante a inspiração, podendo ocorrer por alterações anatômicas dessa região (desvios do septo nasal, aumento dos cornetos nasais, adenoides, amígdalas, base de língua), obesidade, inflamações (resfriados, gripes, rinites), aumento do relaxamento muscular por cansaço, uso de álcool e medicações e posição corporal durante a noite.

 

Roncos leves e episódicos geralmente não alteram a qualidade do sono, mas os casos severos podem estar associados às apneias (pausas respiratórias aumentadas durante) ou hiponeias (queda no fluxo de ar) que levam à diminuição da saturação de oxigênio e a despertares.

A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono é caracterizada por pausas repetidas de mais de 10 segundos e mais que 5/h, que levam a fragmentação do sono com sintomas diurnas como cansaço, dor de cabeça, sonolência e consequências a longo prazo como aumento da pressão arterial, doenças cardíacas, acidentes vasculares cerebrais, diabetes e outros problemas de saúde.

Open chat